Vamos apagar as velinhas e pensar no futuro hoje

Fernando Bonan em 8 de julho de 2015 - 13:46 em Juventude da Serra
  
  

Juventude da Serra - CBF

Olá amigos, nesta semana está fazendo um ano que o nosso futebol Brasileiro tomou de 7 da Alemanha e 3 da Holanda em menos de 3 dias nas semifinais na Copa do Mundo aqui no Brasil e foi eliminado de maneira vergonhosa da competição.

Andei pensando e divido com você minha angústia e preocupação com o futuro que nos espera. Vimos até o último sábado uma Copa América revelar pra todos que não somos mais soberanos em nosso continente e que de fato se nada for feito de forma urgente e coerente, corremos o risco de, pela primeira vez, ficar de fora de uma Copa do Mundo.

Sei que já conversei com vocês sobre este assunto, mas o tempo vai passando, as eliminatórias estão chegando e o que a CBF está fazendo? Ah! me esqueci… Estão fazendo sim, um congresso de ex-técnicos do nosso selecionado, alguns aposentados e outros desempregados há séculos pra dividir, dar pitacos e revolucionar o futebol ao lado do Dunga.

Meu Deus, isso que é modernização, isso que é inovar. Nada contra aqueles que foram convidados para dar o seu parecer. Alguns até fizeram coisas legais no passado, mas quando me refiro a pensar no futuro, não é voltar a trezentos anos atrás e ouvir, por exemplo, do respeitável e mestre Zagalo. O mesmo discurso e as mesmas frases de efeito que ele utilizava há 20 anos atrás, hoje em dia não tem efeito nenhum.

Volto a repetir: as convocações daqui pra frente têm que ter critérios mais sólidos e objetivos. Temos que garimpar jogadores com identificação com o povo Brasileiro e que, de fato, possam vestir a amerelinha com orgulho de defender o seu país. Outro detalhe importante: a CBF tem que começar um trabalho pra ajudar a fortalecer os clubes, principalmente na base. Não adianta ter uma gestora riquíssima se seus filiados estão cada vez mais empobrecidos, e pobres, como vão investir nas categorias mais inferiores e frutificar nosso futebol?

Por favor, não me interpretem de maneira preconceituosa ou desrespeitosa quando critico a CBF por chamar esses importantes técnicos e ex-técnicos do passado pra discutir e dar um norte para o futuro. Só que vivemos hoje uma nova realidade: os europeus e sulamericanos não nos engolem mais. Eles precisam voltar a respeitar e admirar nosso futebol, mas pra isso acontecer novamente, nós precisamos arrumar nossa cozinha e agir rápido para modernizar e encontrar soluções para encarar de frente qualquer seleção como fazíamos antigamente e parar de passar vergonha nas competições que virão pela frente.

Hoje, só me resta assoprar as velinhas, comer o bolo amargo e sonhar com dias melhores para o nosso futebol Brasileiro…

Grande abraço a todos e uma ótima semana

Qual a sua opinião?