Papo com José Carlos Araújo, o verdadeiro Garotinho.

Sergio Solon Santos em 16 de julho de 2016 - 9:56 em Destaques, Entrevistas, Notícias
  
  
Garotinho e Apolinho juntos novamente (Foto: Renata Pacheco/Hipermídia Comunicação)

Foto: Renata Pacheco / Hipermídia Comunicação

Locutor esportivo da Super Rádio Tupi e apresentador do SBT Esporte Rio, José Carlos Araújo está a mais de um ano na emissora da Rua Fonseca Teles. Procuramos o Garotinho para falar um pouco sobre o momento vivido pelo nosso rádio. Confira o papo.

Rádio de Verdade- Você além de uma legenda da narração esportiva é também um empresário. Está mais difícil “vender” cotas publicitárias no rádio do que em anos anteriores?

Garotinho: houve uma retração,que temos chamado de crise. Mais do que nunca,temos que usar a criatividade, criando produtos diferenciados para cada cliente. Quem não se adequar, fica no prejuízo.

RDV- Você está a mais de um ano na Super Rádio Tupi e a emissora continua liderando. O Zé Carlos de hoje é mais feliz do que era na Rádio Globo no início desta década?
Garotinho:eu sou feliz fazendo o que amo. Quem me acompanha sabe disso. Felizmente, na minha profissão não há rotina. Daí, a emoção sempre renovada.
RDV- Pela sua experiência, como tendem a ser os próximos anos para as grandes emissoras do Rio? Será que teremos mais demissões?
Garotinho: espero que não. O mercado já está sinalizando uma melhora, diante da perspectiva de uma volta à estabilidade do cenário político.
RDV- Há quem responsabilize a eliminação da Copa de 2014 realizada em casa para o desinteresse de parcela do público pelo futebol. Você acredita nesse tipo de argumento?
Garotinho: Não . Acho que o Rio sofre mais pela falta de estádios. Nosso torcedor teve quebrado o seu hábito de ir ao futebol nos domingos. A seleção nos decepcionou, mas acredito que, com o Tite,vamos recuperar o interesse e o envolvimento da galera.
RDV- Luiz Mendes me disse certa vez que duvidava que um dia você se aposentaria, como uma vez declarou na Rádio Nacional do Rio de Janeiro. Hoje você pensa em aposentadoria?
Garotinho: o saudoso Mendes tinha razão. Enquanto tiver saúde, vou trabalhar, usando como ferramenta principal a inteligência e a vocação que Deus me deu.  E eu agradeço a ELE todos os dias por isso.
RDV- Zé Carlos, alguma chance de Cláudio Perrout integrar o seu time na Tupi ou no SBT Esporte Rio?
Garotinho: o Perrout é um dos maiores talentos da reportagem esportiva. Eu o comparo ao nível do Denis Menezes, do Eraldo Leite e do Elso Venancio. Ocorre que a Tupi já tem a maior equipe de repórteres do Rio. Mas torço para que ele se recoloque mercado.
RDV- O saudoso Orlando Silva disse em uma entrevista que fiz com ele certa vez que desejava ser comentarista na Copa de 2014. Hoje você comenta em vídeo após os jogos e o público tem gostado. Se enxerga como comentarista no futuro?
Garotinho: Não. Não me vejo como comentarista. Talvez, quem sabe, narrando na TV. Mas ainda é cedo pra isso.
RDV- A convivência com o Apolinho agora que trabalham juntos, como está?
Garotinho: o Apolinho é mais do que meu irmão e companheiro de trabalho. É meu compadre e é um privilégio fazer dupla com cara tão talentoso.
RDV- Qual a mensagem que você deixa para os estudantes de comunicação que andam assustados com a crise econômica e desconfiados do futuro?
Garotinho: façam uma reflexão: se tenho talento, não tenho porque desistir. Se o momento não é bom, certamente não faltará espaço para quem é qualificado. Sua hora há de chegar !

Qual a sua opinião?