Greve por tempo indeterminado continua na Super Rádio Tupi e Sindicato alerta sobre especulações

Sergio Solon Santos em 3 de janeiro de 2017 - 17:27 em Destaques, Notícias
  
  

Faixa na frente da Rádio Tupi. Imagem: Rádio de Verdade

Em assembleia realizada na tarde desta terça-feira (03/01) com a  presença da maioria dos funcionários da Super Rádio Tupi ficou decidida a manutenção da greve por tempo indeterminado.

Em contato feito pelo site Rádio de Verdade, o presidente do Sindicato dos Radialistas do Rio de Janeiro explicou a situação e condenou os boatos que circulam pela internet. “É importante dizer para o público que qualquer notícia além de que existe uma negociação do Paulo Abreu com os condôminos dos Diários Associados é pura especulação. Não há nada resolvido. Não existe ainda uma solução apresentada para o pagamento dos atrasados. A reunião foi bem tranquila e ficou decidido a manutenção da greve”, explicou o presidente Leonel Querino.

Um grande entrave na negociação de Paulo Abreu com os condôminos dos Diários Associados é o desconhecimento do passivo da empresa: não se sabe exatamente quanto de dívida existe e um processo de auditoria levaria um tempo considerável.

Pelo que se pôde apurar, Paulo Masci de Abreu está propondo uma gestão mista, promete um aporte financeiro para saldar as dívidas imediatas: os salários atrasados, contas de luz e telefone. E com o tempo, com o conhecimento do passivo da emissora,  Paulo Abreu poderá fazer a oferta pelo restante das ações da Super Rádio Tupi.

Porém, dentro da empresa há quem diga que um grande grupo de mídia também tem interesse pela frequência da Super Rádio Tupi.

Está marcada uma nova reunião pelo Sindicato para a próxima segunda-feira, às 14 horas. Porém, a qualquer momento poderá haver uma reunião extraordinária para a suspensão da greve caso haja o pagamento dos atrasados.

 

Qual a sua opinião?