Megafone

Sergio Solon Santos em 18 de janeiro de 2017 - 13:04 em Destaques, Megafone, Notícias
  
  

A greve continua!

A greve por tempo indeterminado na Tupi continua. A coisa anda tão feia na Fonseca Teles que tem comunicador ligando pra rádios no FM tentando arrendar horário. Evaristo de Oliveira e Álvaro Teixeira vão contribuindo para a página mais triste em mais de 80 anos de história da Tupi. No fim da tarde de ontem o juiz Munif Salidab Achoche da 49ª Vara do Trabalho concedeu liminar favorável aos funcionários da Tupi proibindo futuros descontos no salário e determinando o bloqueio de mais de R$1,5 MILHÃO de bens. A notificação deve ser feita aos Diários Associados ainda hoje.

Na próxima segunda-feira (23/01) tem mais uma mediação no Ministério Público do Trabalho do Rio.

Sem Censura no Twitter

O programa Sem Censura exibido na última terça (17)sobre carnaval, na TV Brasil,  foi um dos trend topics do Twitter. Foi a primeira vez que o Sem Censura ficou entra as dez notícias mais comentadas na rede. A apresentadora Vera Barroso conversou com personalidades do mundo do samba, como Tia Surica, da Portela, os carnavalescos Mario Quintares ( Unidos da Tijuca) e Leandro Vieira (Mangueira), o jornalista e cronista de carnaval Aydano Motta. Aliás, o trabalho de mídias sociais do programa melhorou. Destaque também para as ótimas participações do apresentador do programa “Todas as Vozes” da MEC AM, Marco Aurélio.

O Sem Censura vai ao ar diariamente das 16h às 17h30.

Garotinho José Carlos Araújo

Queremos Garotinho!

Há mais de quatro décadas transmitindo futebol pelo rádio, um dos locutores mais badalados do rádio brasileiro pode ficar de fora do começo do estadual diante da indefinição da Super Rádio Tupi. É uma mácula na história de José Carlos Araújo ter que lidar com um entrave como esse. Bola fora da Tupi.

Falta programação

É motivos de aplausos as contratações feitas pela Bradesco Esportes Rio nos últimos meses, na contramão do mercado: Eugênio Leal, Marco Aurélio, Jota Santiago, Antônio Carlos Duarte, Sergio Américo, Carla Matera. Mas convenhamos, a rádio precisa investir nos programas do meio de semana. É nítido que falta produção, suporte pra dar conteúdo aos programas, melhorar as pautas. Pra quem é do ramo fica claro que a rádio se sustenta apenas no esforço dos bons repórteres que tem.

Qual a sua opinião?