Radialista em tratamento do câncer agradece doações

Redação em 27 de setembro de 2017 - 20:40 em Destaques, Notícias
  
  

Agradecemos a todos os que participaram das doações para a nossa querida colega e amiga radialista que foi demitida em janeiro pela Super Rádio Tupi, que fez uma delicada cirurgia e agora luta contra o câncer. Pelo site Vakinha conseguimos arrecadar exatos R$2.805,00. Porém, não sabíamos que o site Vakinha cobrava taxas. Abrir uma campanha é gratuito, porém são descontadas taxas do meio de pagamento a cada contribuição recebida, conforme os dados abaixo:

  • 6,40% + R$0,50 Para pagamentos com cartão de crédito, boleto e transferências entre saldo Vakinha;

Mais informações sobre essas taxas você pode conferir CLICANDO AQUI. Esse é um exercício de transparência que fazemos questão de termos com quem acessa este espaço.

Abaixo você confere o que chegou na conta de Paula Diogo, filha da radialista. Conta corrente do Itaú. A radialista também contou com doações diretas para conta bancária, que não sofreu os descontos do site Vakinha.

 

 

Abaixo você confere um texto de agradecimento da nossa querida radialista.

Em junho passado, ao fazer um autoexame, descobri um pequeno caroço no seio. Preocupada, sem plano de saúde, já cortado pela empresa que me demitiu. Sem grana, já que vinha acumulando meses de salários e encargos atrasados, devidos pela tal emissora que deixou na pista 140 funcionários dizendo apenas um lacônico “busquem os seus direitos”, me apavorei. E agora?

Bem, mas dizem os mais velhos, “amigos são mais importantes que dinheiro no bolso”, busquei socorro em um deles, pessoa admirável, dessas raridades que o Universo nos presenteiam. Ele prontamente me acudiu, tomando a frente da situação e me encaminhando a um serviço médico de excelência – hospital Federal de Ipanema. Feita a biópsia, lá estava o resultado: Câncer – estágio 2.

Daí em diante, vivi um misto de pesadelo e gratidão, ingressando em um mundo até então desconhecido para mim. Do resultado a cirurgia, foi um pulo e no último dia 29/08, fui submetida a uma mastectomia radical – retirada da mama. Mas os problemas financeiros permaneciam e se avolumavam, já que, impedida de trabalhar e sem receber as verbas rescisórias, encarei os cobradores. Tentei sensibilizar a rádio, que respondeu com um indiferente Não. Mas Deus continuou intervindo e as figuras de Sérgio Solon Santos e Melissa Munhoz se dispuseram a criar vaquinhas para me ajudar. Minhas alunas também contribuíram com o possível. Alguns pouquíssimos colegas, a maioria pedindo que suas identidades fossem preservadas, depositaram quantias e a soma desse amor traduzido em dinheiro, tem me ajudado a sobreviver até agora. Bom, a Vakinha virtual criada pelo Sérgio, expirou no último dia 15 e sinto o desejo de vir aqui agradecer de coração aos que participaram. Igualmente agradeço aos que não foram capazes de tirar ao menos o valor de uma cerveja, para contribuir. Um dos saldos dessa doença é identificar quem realmente é de verdade. Quem está além da fantasia das redes sociais. Dos que exigem nome, quiçá CPF e identidade, para fazer um pequeno gesto de caridade. Deve ser difícil viver nesse mundo egoísta e desconfiado. Agora, é bola pra frente. Ainda não sei o que me aguarda, talvez a quimioterapia, mas somente após o exame do material retirado saberei. Ajuda? Ainda preciso, claro. Orações? Todas e de todos os credos, mas quero fazer esse registro. Não sou ninguém especial, como eu devem existir centenas de outros “silvas”, mas, após dez anos de dedicação a Super Rádio Tupi, após conviver com dezenas de radialistas sorridentes, amáveis, distribuindo gentilezas e elogios, confesso, minha gente, eu esperava um pouco mais. Ah, e faltou o sindicato, aonde deixei dez anos de contribuições e que, me ignoraram solenemente. Bem, mas se a hora é de desabafo e decepção, também é se aprendizado e profunda gratidão aos que estão e ainda estarão me acompanhando nesse desafio do qual, tenho certeza, sairei vencedora.

Qual a sua opinião?