Por que a imprensa esportiva do Rio atura isso?

Redação em 28 de fevereiro de 2011 - 11:47 em Notícias
  
  


Esta foto foi publicada no facebook do nosso companheiro Sérgio Guimarães, da Rádio Manchete 760AM. Repórteres veteranos e iniciantes tratados como se fossem invasores da boa festa.

Não bastasse o nível técnico sofrível que o Carioquinha possui, uma final que não valia metade do valor do ingresso, a imprensa foi isolada como gado. Não se pode falar com jogadores quando se acha necessário. “Marquem hora”, diria o brilhante assessor.

Ouvir Ronaldinho Gaúcho foi tarefa quase impossível. Uma estrela intocável, protegida por seguranças, que deve ser ouvida raramente.  Como se houvesse a necessidade de separar o astro da plebe. Dane-se o público, a imprensa. A lógica que prevalece no Rio de Janeiro é a privada. Em todos os sentidos.

Em outros tempos, alguns “trepidantes” começariam a atacar a figura daqueles que costumam inverter os papéis.

Qual a sua opinião?