Nota 10 para o CQC nº 100!

Redação em 14 de junho de 2010 - 23:57 em Televisão
  
  

O centésimo programa do Custe o Que Custar (o CQC), da TV Bandeirantes,  foi ao ar nesta segunda-feira e relembrou momentos marcantes do programa.

Relembraram discursos e respostas inesquecíveis de nossa classe política  despreparada, matérias na África do Sul deram o ar da graça no programa comemorativo.

Destaque para uma matéria de idéia simples e fascinante, feita por Oscar Filho. O “pequeno pônei” foi até Buenos Aires dois dias antes do jogo entre Argentina X Nigéria para colocar uma  criativa idéia para irritar nossos “hermanos”: desligar a TV de um restaurante na hora do jogo. A reação dos argentinos foi desesperadora e cômica. Tudo fazendo uso de um controle universal. Veja no vídeo abaixo.

Melhor ainda foi a matéria feita por Mônica Iozzi (que não aparece na foto acima), que levou uma suposta PEC (Proposta de Emenda Constitucional) para Brasília, com o intuito de provar que os nossos deputados federais assinam projetos sem ler. O projeto em questão era a inclusão de 1 litro de cachaça na cesta básica do brasileiro.

Foi o que aconteceu com o deputado José Tatico (PTB-GO), que não sabia o que tinha acabado de assinar. Diga-se que o deputado citado já foi atuado em seis oportunidades por ter sonegado a bagatela de R$260milhões. O deputado federal Nelson Trad (PMDB- MS) agrediu a equipe da BAND e nem mesmo sabia dar explicações sobre o que tinha acabado de assinar.

As explicações do deputado Júlio Delgado (PSB-MG) chegou a ser patética, já que o parlamentar deu a entender que nem mesmo sabia o que significava PEC. A estrelinha de ouro foi para o deputado João Dado (PDT-SP), que se negou prontamente explicando que não podia concordar com o que havia acabado de ler. 

Em determinado momento, o deputado federal Félix Mendonça (DEM-BA) chegou a dizer que achava incorreto alguém fiscalizar o trabalho de um parlamentar.

 

O CQC representa essa nova fase de produção de conteúdo que as novas tecnologias e o desejo de pessoas por mudanças e propostas diferentes propiciam. Desejamos vida longa a Marcelo Tas & Cia. Um dos melhores programas que surgiram na TV brasileira nos últimos 10 anos.

Nunca foi tão gostoso rir da canalhice, da burrice e do despreparo daqueles que ocupam a esfera pública. É sorrir para não chorar e chegar à conclusão que educação de qualidade é preciso. Nota 10!

O  5 momentos mais constrangedores ou engraçados da Tv brasileira foram reunidos no Top Five Especial. Veja abaixo.

Qual a sua opinião?